Processos Terapeuticos

Psicoterapia Junguiana



O autoconhecimento tem se tornado meta prioritária de um número cada vez maior de pessoas no mundo contemporâneo. Multiplicam-se os centros de meditação, a literatura esotérica, projetos de pesquisa de tradições culturais antigas, as práticas de medicina natural e a busca cada vez maior de bons analistas para tratamentos psicoterápicos. 
Que bom! Diante de tantas notícias caóticas e tanta convulsão social, nada mais salutar do que se voltar para si mesmo e buscar transformações profundas que afetem positivamente o comportamento humano.


A Psicologia de C.G.Jung une a compreensão da psique com a compreensão do desenvolvimento espiritual do individuo e da cultura em que ele está inserido. Daí ser mister estar atento, principalmente nos dias de hoje, "época de globalização", para a inserção religiosa de cada indivíduo e sua expressão psicológica equilibrada no dia-a-dia. 

Procuramos atender as necessidades prementes daqueles que nos procuram com atendimentos psicológicos em clínica especializada, através de atendimentos individuais e terapias complementares - abaixo relacionadas - orientadas individualmente para a temática específica exigida no momento.


Terapias Complementares

  • Terapia Complementar com Práticas Meditativas


Há dados históricos comprovando que a meditação é tão antiga quanto a humanidade. Não sendo exatamente originária de um povo ou região, desenvolveu-se em diversas culturas e recebeu vários nomes e, embora seja frequentemente associada a religiões orientais e a questões relacionadas à espiritualidade, a meditação pode ser praticada como um instrumento poderoso para o desenvolvimento pessoal em um contexto não religioso.

Estudos mostram que a meditação reduz o metabolismo - os batimentos cardíacos e a respiração ficam mais lentos e o consumo de oxigênio pelas células cai. É isso que dá a sensação de relaxamento e tranqüilidade. Entre outros benefícios, meditar previne e combate a depressão, a hipertensão arterial, a dor crônica, a insônia, a ansiedade e os sintomas da síndrome pré-menstrual, além de ajudar a reduzir a dependência de drogas.

As técnicas utilizadas se baseiam em um modelo de respiração, relaxamento, posturas corporais, visualização, e experiência da Unidade na Pluridade, isto é, experiência através de variadas formas cognitivas ( sensorial, intuitiva, racional, sinestésica entre outras) da comunhão com o Um, com a nossa essência, com a Unidade.

São muitos os benefícios relatados por quem entra em contato com a meditação. Alguns deles são:
·   descanso físico, mental e emocional;
·   aumento da capacidade de concentração;
·   alívio do estresse;
·   desenvolvimento do autocontrole;
·   desenvolvimento da serenidade ;
·   aumento da auto-estima;
·   alívio da ansiedade;
·   melhora na desordem de déficit de atenção;
·   aumento da concentração;
·   diminuição da depressão;
·   maior produtividade, melhora no humor, redução no percentual de faltas ao trabalho.



  • Terapia Complementar com Mandalas

Mandala é uma palavra sânscrita, que significa círculo e é o símbolo da totalidade, da integração e da harmonia. Vemos  mandalas na arte rupestre, no símbolo chinês do Yin e Yang, nos yantras indianos, nas mandalas e thankas tibetanas, nas rosáceas da Catedral de Chartres, nas danças circulares, nos rituais de cura e arte indígenas, na alquimia, e na arte sacra dos séculos XVI, XVII e XVIII. 

A forma mandálica pode ser encontrada em todo início, na Terra e no Cosmo: a célula, o embrião, as sementes, o caule das árvores, as flores, os cristais, as conchas, as estrelas, os planetas, o Sol, a Lua, as nebulosas, as galáxias. 
A mandala trabalha os aspectos pessoais: físico, emocional e energético. No aspecto físico, promove-se o bem-estar, o relaxamento e a prevenção do estresse. Emocionalmente, pode trabalhar conteúdos oriundos de emoções antigas, atuais ou futuras, pois sinaliza aqueles que irão emergir.

Trabalho principalmente com as Mandalas Florais representantes dos Florais de Bach, em conjunção com os florais utilizados pelo cliente, de forma a potencializar o efeito do floral e trazer a tona os conteúdos trabalhados pelos florais. 
Neste trabalho com  mandalas pessoais, é muito comum surgirem traumas passados, que são colocados no desenho de forma sutil.

Confira as 38 Mandalas dos Florais de Bach no álbum:
http://www.flickr.com/photos/roseromero/sets/72157627406504996/   
Links relacionados:    www.oficinadaalma.com.br/mandalas
                                                    www.Veriditas.net                                                                                                                                       
  • Terapia Complementar com Florais

Conheci a fundo a terapia floral ao fazer o curso Aprendendo a Usar Healingherbs em 2003. Um curso desenvolvido na Inglaterra, com uma abordagem de aprendizado através do auto-desenvolvimento, que uniu o autoconhecimento e toda a experiência de vida dos participantes. 

Tendo como base os Florais do Dr. Bach, comecei a utilizá-los primeiramente em mim, associando-os com um trabalho que já fazia com mandalas. O resultado foi tão impressionante – no sentido de trazer à tona sonhos e insights – que passei a utilizá-los com os clientes que se interessavam por este tipo de abordagem, agora utilizando as mandalas específicas dos doze curadores e labirintos de três, sete e onze voltas.

 A psicoterapia ganhou assim um plus com os florais, as mandalas e os labirintos, que têm impulsionado e aprimorado imensamente o curso dos trabalhos.


Link relacionado: www.healingherbs.co.uk
Terapeuta Floral recomendada: Marcia Caminada 
                                                marciacaminada@hotmail.com
                            
 


Terapia Complementar com Aromaterapia


A aromaterapia ou “tratamento pelo cheiro agradável” utiliza-se de óleos essenciais diluídos em outros óleos neutros, chamados óleos carreadores, com o intuito de trabalhar a saúde física, mental e emocional. 
Ao entrarem em contato com o corpo, seja por inalação ou absorção pela pele, os óleos essenciais têm uma atuação farmacológica - no sentido que os componentes químicos do óleo são levados pelo sangue para 
todas as partes do organismo reagindo quimicamente com o corpo,  pois certos óleos têm mais afinidade e atuação em certas regiões e sistemas, atuando de forma mais harmoniosa e equilibradora em exercendo um efeito direto nos pensamentos e emoções.                                                                                    

Principalmente as emoções, são muito afetadas pelos aromas. As emoções positivas como alegria, contentamento e felicidade, podem ser promovidas, relembradas, prolongadas e até intensificadas pelo uso dos óleos essenciais. E no caso das emoções destrutivas, os óleos ajudam muito na liberação, alívio e não recorrência das mesmas.

Utilizo muito o óleo essencial na prática psicoterapeutica, a fim de que através deles, o contato com essas emoções se torne não só mais fácil, como também mais flexível e maleável. Os aromas são capazes de induzir mudanças de humor, trazendo um imenso bem-estar, assim como também reduzir o stress, o esgotamento e a depressão. 


Os aromas relembrados trazem consigo uma bagagem enorme de acontecimentos, emoções, imagens e sensações. Daí a importância do acompanhamento psicológico associado ao uso terapêutico dos óleos, a fim de que ao se entrar em contato com uma experiência infeliz do passado trazida por determinado aroma, esta possa vir à consciência e trabalhada na psicoterapia.


Ao relacionarmos os centros energéticos desequilibrados e conseqüentemente os conteúdos afetados por esse desequilíbrio, podemos lançar mão do uso auxiliar de grupos de óleos essenciais específicos que trabalham os sentimentos, pensamentos e emoções relacionados.


Links relacionados: www.drnorthrup.com.
Aromaterapeuta recomendada:  Valeria Trigueiro -
                                                 valeriaromerotrigueiro@gmail.com                              
                                                   http://valeriatrigueiro.com.br/

LIVE ~ AO VIVO!

Você também vai gostar disso: